quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Mais uma vergonha nacional...

Pelos vistos temos mais uma "nódoa negra" (ou várias) no seio da educação universitária deste país. Parece que na Universidade de Évora, curso de Medicina Veterinária, é prática comum servirem-se de cães VIVOS, oriundos do canil municipal, para práticas "medicinais" com conhecimento de todos os "altos interessados".
Como podem permitir isto???? E, ainda por cima, como prática recorrernte há já alguns anos????
Onde está a decência, a humildade? Não era suposto aprenderem a CUIDAR? Isto é HUMILHAR, descer muito baixo!

3 comentários:

A Paraíso disse...

Também li a noticia e fiquei chocada e acima de tudo, muito entristecida! Belo exemplo a ser dado a futuros veterinários!

isAnimal2go disse...

Falta de respeito com a vida animal. Como podem veterinários destes exercer a sua actividade impunemente?

Ainda por cima com a conivencia com o veterinário do canil municipal de Évora, que recentemente abateu sete cães saudáveis. Estes animais, cinco dos quais com processos de adopção já em curso!!!
Enviem cartas de protesto contra este funcionário que praticou estes crimes no canil municipal de Évora e assinem a
Petição pela averiguação das circunstâncias de abate de 7 cães no Canil Municipal de Évora, e condições higiénico-sanitárias de alojamento nele praticadas

http://peticaopublica.com/PeticaoListaSignatarios.aspx?pi=canilev

Obrigada
Isabel Oliveira

Van Dog disse...

É verdade, É o horror.

Já assinei a petição, claro!